sexta-feira, 20 de setembro de 2013

A Recompensa



    No balanço dos meus últimos 5 anos percebi que tudo o que desejei, fosse para o bem ou para o mal, de uma forma ou outra, acabou se tornando realidade, alguma coisa que foi surgindo num tempo inesperado. Eu sempre dizia a mim mesmo que um dia organizaria o pensamento de um jeito que só desejasse coisas boas. Foi então que a recompensa chegou. Eu fiquei superfeliz com o acontecido, ao mesmo tempo que me sentia responsável por sua manutenção e continuidade. Daí em diante, finalmente, os meus melhores desejos estavam claramente expostos, superando pouco a pouco os ruins. 
    O tempo me fez sentir que seria essencial parar de relutar ou discutir por coisas tolas, deixar de gastar as energias que poderiam ser mais proveitosas em algo prazeroso com beneficio amplo, mudando definitivamente o processo de pensamento. Algo novo e muito importante, como uma limpeza nas profundezas da mente, deveria acontecer imediatamente. É evidente que com muito trabalho e disposição. 
   Com a faxina iniciada acabei encontrando coisas escondidas nas gavetas do velho armário das minhas lembranças, coisas que nem supunha ainda estivessem ali, muitas delas que nem desejava mais encontrar. Porém, enquanto fazia essa limpeza comecei a notar uma infinidade de coisas acomodadas que não conseguira expurgar durante anos. Mas, o pensamento para o lado do bem estava me ajudando demais na tarefa. Principalmente enquanto eu aprendia a desenvolver melhor a escrita, expondo a criatividade que eu considerava insípida e que me deixava profundamente intimidado na hora de expô-la aos outros. 
   Então, de repente, num belo dia, recebi uma chuva de comentários de pessoas de várias partes do Brasil e até do mundo, falando dos meus textos. Num instante parei e disse a mim mesmo: “Nossa, o que é isso?” “Como que pode tantas pessoas elogiar o que eu escrevo?” E ri sozinho por longos segundos da situação inusitada. Foi assim que descobri que quando se deseja algo com muito fervor, a coisa pode acontecer rapidamente. Eu desejei algum tipo de reconhecimento e recebi além da conta – de cada um que se interessava em vir atrás de uma nova publicação elaborada por mim. Desde aquela época, e até hoje, cada vez mais, comecei a desejar outras coisas, chegando até a rezar por elas. E me surpreendi, por que tudo o que eu tentara conseguir antes de descobrir essa força, - com a eloqüência que beirava a exigência na palavra falada - eu começava a receber apenas com o desejo interior límpido e puro – sem um pio sequer. Parecia bem mais simples e eficiente do que expor opiniões que pudessem soar ofensivas ou contraditórias. E funcionou. Foi como um passe de mágica de um mágico experiente. Uma mágica simples e real. Mas que carregava uma espécie de limitação ao usá-la. O segredo era não maltratá-la e nem matá-la com excessos de rituais elaborados que parecessem com sinais de insegurança e imaturidade. A mágica do bom pensamento continuava lógica e poderia ser usada a qualquer hora, em qualquer lugar. Mesmo assim eu sempre soube que tinha um longo caminho a percorrer com a tal limpeza. E quanto mais limpo eu me sentia no decorrer dos anos, mais rápido se tornava o processo de desejar e receber a recompensa. Logo a minha casa foi ficando mais confortável, a minha vida mais harmoniosa. O meu cachorro continuava rebelde, - por que ele não tem mesmo jeito - mas estava mais carinhoso que antes. As plantas dos vasos, que sempre enfeitaram os degraus da escada, cresciam e se expandiam rapidamente com a alegria da chegada de mais uma primavera. Os gatos que vadiam insistentemente pela madrugada, passaram a ronronar mais demoradamente no telhado com a noite enluarada – isso sempre me incomodou um pouco, mas faz parte. As luzes da cidade tornando-se mais intensas e românticas nas madrugadas frias em que as admiro de longe. Os dias de calor com o pôr do sol mais demorado, trazendo a cada entardecer uma imagem exuberante num tom amarelo difícil de descrever e bem fácil de dizer que era linda. Com todas essas cenas passei a viver num universo onde me sinto grato todos os dias pela vida que levo. Com a plena consciência que eu, vocês, as pessoas da minha cidade, do meu país e do mundo todo, ainda vivem tempos difíceis. E de qualquer jeito sempre haverá uma incerteza, certo tipo de pânico no ar com o clima de violência que ainda assola todo canto. Mas o sol permanece firme lá no céu, brilha iluminando nossas vidas, nos mantêm sempre juntos, lado a lado ou distantes, por que existe o amor e a admiração nessa vida. Ela vale por tudo que recebemos daqueles que acreditam que para cada causa existe uma razão ou uma recompensa chegando depois disso. Imagino se uma pessoa como eu pode fazer o que já fiz, recebendo reconhecimento tão belo, então todo milagre se torna possível com a força do pensamento. 
    É mesmo um milagre! E como é difícil reconhecê-lo dando o valor merecido quando ele aparece do nada. E mais complicado ainda ser grato para mantê-lo. Ele prega peças e boas surpresas. Em algumas aparições pode chegar devagar, bem discretamente, se envolvendo na vida cotidiana de um jeito que nem se percebe qualquer alteração na rotina. Mas depois, ele muda e age tão rapidamente como uma chuva de verão que nos refresca. Tudo o que acontece a seguir é para dar certo, para melhorar o que estava ruim ou o que era bom ficar melhor. A manutenção disso depende de cada novo pensamento nessa sintonia. A mesma sintonia em que estou sentindo as pessoas me mandando vibrações positivas todos os dias em seus comentários, nos recadinhos carinhosos, na força de suas orações e bons pensamentos. Eu fico tão lisonjeado como se recebesse flores ou um afago nos cabelos. Agradeço na mesma freqüência por respeitarem o meu espaço e a minha arte. Agradeço a todo amor e simpatia que me enviam para fortalecer o espírito no momento de calma e retiro - motivação interior a fim de criar novas narrativas. 
   Eu sei que muitos de vocês estão preocupados e ansiosos por saber o que estou fazendo – se estou elaborando um novo conto, um texto sofrido e romântico ou uma crônica do cotidiano. Isso é muito bom. Entendo perfeitamente essa curiosidade e preocupação. Revelo que é isso que estive fazendo: alimentando os meus melhores pensamentos por vocês. Espero que continuem fazendo o mesmo por mim. Espero que suas mentes façam os seus desejos se tornarem realidade, assim como aconteceu comigo no milagre que se fortalece na presença de cada palavra que chega até aqui – sempre de vocês.
E se vocês pensarem em mim só mais um pouquinho, lembrem-se: o meu silêncio nada mais é que o silêncio do respeito e do amor que nutro por todo o apoio vindo daí, e nunca, jamais, será da indiferença ou do esquecimento. Lembrem-se ainda: estou escrevendo no céu e não no computador ou numa folha de papel – por que isso faz parte da minha poesia que permanece viva na inspiração e no testemunho que cada um traz dentro de si e divide comigo. É a nossa musicalidade sendo exposta em pensamento, em letras e em palavras que se juntam com esse propósito. Quando em algum momento sentirem a minha falta e voltarem para ler o que já leram antes, levantem os seus olhos e olhem para as nuvens branquinhas no céu ou para as estrelas que sabemos onde brilham, assim terão a certeza a quem tudo isso é dedicado. Lá em cima ou dentro de cada um sempre existirá essa mensagem. Todo bom pensamento em mim continuará fluindo pelo universo que se abre e expande - com muito orgulho. Se ainda não for suficiente, olhem ao redor e vejam que estão andando no mesmo céu que eu, o céu construído em poesia para todos nós. Esse céu vai se estendendo pelo mesmo chão em que seguimos juntos, com a eterna vontade de alcançar o melhor desejo. Somos parte dele e o dividimos o tempo todo. Somos parte de cada um que ama o próximo, a natureza e a arte. Compartilhamos esse milagre e comemoramos juntinhos – ainda que alguns nem se dêem conta disso – por cada nova recompensa recebida. Ela, com toda certeza, vem desse desejo mais puro que transforma a minha realidade e a de todos vocês. Sempre e ao mesmo tempo, ou em apenas um segundo dessa vida. E cada vez mais forte chega em uníssono, carregando a mais pura felicidade ou o êxtase infinito oferecido por tantos anjos que conduzem esses feitos.

P.S. Talvez um lindo anjo estivesse olhando por cima do meu ombro enquanto eu pensava nessas coisas – e dedicava a vocês a mesma recompensa sincera que recebo.

12 comentários:

  1. Fazer um balanço geral até aqui do trabalho feito é no mínimo muito compensador Renato, o desenvolvimento dos seus textos são muitos reais, posso assim dizer. Por isso tem tantos comentários cada uma escreve o que sente ao ler, mesmo que não tenha vivido, conheça alguém que já passou por uma situação semelhante. Acho fantástico entrar no seu blog e ler os seus textos!

    ResponderExcluir
  2. A recompensa veio pelo êxito do seu talento, sem isso não teria valor. A cada dia aprimorando mais e trazendo mais leitoras pra prestigiar seu blog! Agradecemos muito por compartilhar dessa maravilha!

    ResponderExcluir
  3. Montar um blog é fácil, o duro é dar continuidade a esse trabalho e buscar vários temas que prendam atenção de suas leitoras,isso você domina muito bem aqui... Suas inspirações são atualidades do cotidiano, acho bárbaro e por isso dou os parabéns!!!

    Juliana

    ResponderExcluir
  4. Que bom que esta relação, autor e leitores, seja reciproca e todos saímos recompensados. Feliz de quem consegue fazer um balanço de determinada fase da vida e chega a conclusão que você chegou. Até os autores merecem alguns dias de descanso, afinal o processo de criação deve consumir alguma energia, então está autorizado a refrescar um pouco a cachola, rsrs. De minha parte, não tenho passado muito por aqui, devo confessar que alguns textos não me prendem tanto, o que não significa que não admire e reconheça o seu talento, é que temos fazes em que preferimos um ou outro tipo de leitura. Então passando por aqui, vejo este texto tão otimista e cheio de gratidão, citando milagres, anjos, bons pensamentos (me lembrei de "Pollyana" e seu jogo do contente), que me senti contagiada e resolvi dar minha modesta contribuição. Até a próxima... bjo.

    ResponderExcluir
  5. “Basta desejar profundo e vc será capaz de sacudir o mundo” Este texto me remeteu a essa frase de um dos maiores poetas do Brasil, Raul Seixas. É bem por aí, o q se deseja é o q se tem,o q se pensa é o q se é.Por isso devemos policiar nossos desejos e nossos pensamentos,sempre trabalhando p/q eles sejam leves,limpos,verdadeiros.
    Parabéns Renato,vc fez a limpeza necessária e conquistou o respeito e a admiração de seus leitores,haverá muitas outras conquistas,mas acredito q as mais importantes sejam: a da paz de espírito,a da alma cheia de esperança,a da vida renovada e a da fé num futuro muito melhor. Muito mais sucesso p/vc,bjus.

    ResponderExcluir
  6. Acredito que todos tem um objetivo na vida e por em prática seja a mais complicada de realizar, por isso que nem todos seguem adiante. Já com você foi ao contrário imagino as suas dúvidas e temores se expôr, se teria algum retorno seja que elogios ou críticas e foi um desafio e ver a recompensa de ter tido mérito de tantos seguidores até de outros países. Nada é por acaso nessa vida você seguiu o que seu coração sentiu, escreve com o coração. Parabéns merecedor do sucesso que faz aqui Renato, bjkas!!


    ResponderExcluir
  7. Olá,Renato!Sei que para quem tem o dom de escrever,é difícil pensar se as pessoas vão entender,admirar ou até mesmo,interpretar da maneira como deseja.Mas,não importa!Acho que temos que colocar em prática,tentar ao menos,fazer com que as pessoas "cheguem" no objetivo criado.Às vezes,será mais compreensivo;outras não.E isso lhe dá a oportunidade de escrever mais,para que esclareça aos seus leitores,o que realmente quis expor em palavras.Por essa razão que tem esse sucesso,e tantas leitoras que não deixam de te acompanhar!Você é merecedor de tantos elogios,pois em seus textos,pelo menos da minha parte,pude refletir por várias vezes em certas situações colocadas.Não desista nunca!Com certeza pode existir uma pessoa,em meio a tantos que lêem seus textos,que quem sabe,não lhe faz uma proposta de edição.Já pensou nisso?Sonhar é também acreditar em si mesmo!Bjs e continue a nos prestigiar,ok?
    Patricia Ramos Sodero

    ResponderExcluir
  8. É sempre bom parar p/ um balanço geral, pesar, medir e fazer uma média das conquistas q fizemos. Isto nos faz analisar e repensar as atitudes e compromissos assumidos em busca dos nossos objetivos; tbém nos faz aprender c/ as lições dos erros e nos motivar c/ as vitórias para buscar novos horizontes.
    É claro q qdo, no final das contas, nos deparamos c/ um saldo positivo, cm foi c/ vc Renato, nossa autoestima fica lá em cima e nos sentimos + fortes p/ continuar e acreditar na nossa capacidade.
    É mto bom saber q nossa singela participação coadjuvante proporciona tnts benefícios a vc! Saiba q isto funciona cm uma troca, pois a recompensa acontece nos dois lados!...
    C/ certeza, este Lindo Anjo está sempre ao seu lado qdo vc escreve! Q Deus permita q Ele esteja sempre!!! BJSSS - Edneia

    ResponderExcluir
  9. A Recompensa...talvez se de ao fato de mergulharmos em nosso intimo e tentarmos nos livrar de pequenos sentimentos,que não sei porque teimamos em dar tanta importância (valor).Quando conseguimos fazer esse mergulho voltamos a margem bem mais fortes,um pouco dolorido (talvez) pela intensa aventura porém,revigorados.Esse mergulho proporciona crescimento (e todo crescimento é doloroso).
    Aí sim conseguimos valorizar o que de fato merece ser valorizado.
    Admiramos o céu azul sem se preocupar se vai chover ou não,os vasos de plantas nos degraus da escada e o Sol lindo brilhando forte.

    Agradeço por ter proporcionado esse momento de reflexão.
    Um abraço.
    Simone

    ResponderExcluir
  10. "Processo de pensamento", iniciarei por esse conceito, pelo momento que vivo hoje. Quando programamos nosso pensamento para outras prioridades alteramos nosso olhar sobre as coisas. Vivo esse momento, único, ínfimo e libertador. As pequenas conquistas são contempladas com o silêncio do som dessa chuva paulistana e da flor que teima em nascer entre os cimentos das cidades. Essa é a Recompensa, o olhar além do que vemos, a análise por meio de situações improváveis, os questionamentos óbvios e a contemplação do Belo em sua essência, auxiliando a maturação do Ser.
    Nascer, Renascer, Crescer...a arte de repaginar, renovar, trocar, mudar e Ser Você, essa é a nossa real Recompensa.
    ReNasci, "faxinei", troquei, doei, transformei, renovei e amadureci!
    Agradeço a oportunidade de refletir.
    um abraço,
    Danielle Cristina

    ResponderExcluir
  11. "Processo de pensamento", extraí esse conceito por identificação, quando viramos a chave para o lado oposto de nossos valores incrustados, encontramos o novo, o improvável, o impensável, o impossível...
    ReNascer, Repaginar, "Faxinar", Reviver, Crescer e assim Amadurecer, a Recompensa nos remete a essa Viagem, a viagem das pequenas conquistas, do olhar além, do ínfimo, do sagaz, do campo das possibilidades onde Estar é Ser, e esse Ser é intenso, é questionador, é conquistador e consequentemente verdadeiro.

    A contemplação é uma nota que nos leva a infância e aos questionamentos óbvios "E Se...? Porque", não fazemos mais quando crescemos e sim quando amadurecemos.

    Obrigada por ceder seu espaço para esses fóruns, importantes sobre nossas Recompensas.
    um abraço,

    ResponderExcluir
  12. Se temos pensamentos bons sempre vamos extrair isso, e foi esse o caminho que você fez, está colhendo resultados positivos. Com muita dedicação com temas diversificados que prendem a nossa atenção, tudo no tempo certo nem antes e nem depois. No momento exato as coisas aconteceram e fluíram de uma forma que não esperava, isso é sinal do seu talento e principalmente da humildade, porque sem isso não somos nada... Parabéns desejo sucesso e continue a trilhar esse caminho, que são pra poucos!!!! Adriana.

    ResponderExcluir