quarta-feira, 10 de julho de 2013

Saudade




Você queria me ligar?
Desejou pedir desculpas por ter sido tão temperamental?
Sabe o número de vezes que pegou o telefone e desistiu?
Como é a dor que está sentindo?
São tantas emoções embaralhadas e confusas, não é mesmo?
Foram as músicas que ouvimos que lhe deixaram assim?
Você se lembra quando fizemos amor ao som de “por enquanto”?
Nós não juramos que “por enquanto” seria para sempre?
Você não disse naquela hora que talvez se casasse comigo?
Por que será que eu acreditei e fiz castelos na areia?
Você se arrepende do que falamos ou por que brigamos?
Nada de novo apareceu depois do rompimento, não foi?

Você queria me escrever?
Leu, releu e sentiu insegurança nas palavras?
Por que desistiu de enviar?
Imaginou: “Será que entre nós pode existir a mesma confiança de antes?”
Sente a dor da solidão e a cruel saudade de quem soube lhe compreender?
Sente falta da risada irônica?
O meu cheiro aparece de repente quando você menos espera?
Quando isso acontece você olha para trás?
Sente falta dos meus olhos expiando você sair portão afora?
Chegam arrepios quando ouve um nome com a mesma sonoridade do meu?
Seria mais uma ironia do destino ouvir esse som todos os dias?
Teme as sensações que lhe acompanham pelo resto da vida?

Alimenta frustrações pelas coisas que deixou de fazer?
Pensa na possibilidade de ter sido mais paciente?
De ter insistido para mudar a ordem das coisas?
De mudar para melhor um pouco de si ou tudo de mim?
E os dizeres naquela noite fria de luar?
É algo tão nostálgico que faz descer uma lágrima rebelde?
Lembrar faz sofrer, não é?
O que aconteceu para tudo estar tão diferente?
Qual erro causou tanta decepção?
A paciência acabou e a dor de saudade ficou?
Faz tempo que não sente um abraço gostoso como o meu?
Quando se lembra ainda chora?

Teria coragem de contar para alguém que sonhou comigo?
Diria que o sonho foi de sorrisos e olhares maliciosos?
Contaria que foi a melhor cena que viveu nos últimos anos?
Nessa hora esses pensamentos loucos lhe deixam como?
Quem da sua casa disse que você não bate bem?
Quem julga, condena ou perdoa os seus atos?
Por que fazem questão de não entender que você é diferente?
A emoção recolhida fez de você um ser agressivo e arredio?
Alguém além de mim se importou com isso?
Diga de verdade: prefere ligar ou escrever?
Vai conviver para sempre com a dor que está aí dentro?
Vai me deixar viver para sempre sentindo a mesma dor que você? 

17 comentários:

  1. Acho que é a pior coisa "são dúvidas", que deixou lá trás... o que poderia ser feito ou melhorado, pra não ter esse tipo de sentimento. Possa ser que ambos erraram e muito, mas que no momento da raiva e frustração deixaram de dizer ou explicar fatos importantes, dando as costas e indo embora... Incertezas que ficaram e só vão acabar quando tiverem uma conversa definitiva, se devem voltar ou permanecerem do jeito que estão....
    É meu amigo Renato esse Tema Saudade, só se sente quando tem recordações boas... quem sabe um dia eu sinta essa sensação... Bjs!!!

    ResponderExcluir
  2. Eu li em algum lugar,q nenhuma relação é fácil e simples.Todo mundo quer alguém,mas ninguém percebe q muito mais difícil q conseguir alguém,é manter o relacionamento sadio e forte.Preocupamos-nos com o começo e com o final,mas o importante mesmo é o meio,q é aquilo q a gente vive no dia a dia,isso fica esquecido,jogado em alguma gaveta e é por isso q as coisas terminam.O meio é o q merece atenção,cuidado,deixamos de lado velhos hábitos,q no começo faziam a diferença,deixamos de dar atenção,de dizer a palavra certa naquele momento certo,deixamos a rotina tomar conta,não nos preocupamos mais, não ouvimos mais o outro, deixamos as coisas rolarem e qdo percebemos, é o fim. E c/o fim,vem o sofrimento,a dor da perda,o arrependimento de não ter pedido desculpas,de não ter se empenhado mais,de não ter deixado o orgulho de lado... Só q aí é tarde demais...

    ResponderExcluir
  3. SAUDADE... Será a palavra certa pra esse desabafo, seu autor?! Está mais é pra acertos de contas, sim, pois não houve se quer um misto de agrado em cada frase aqui escrita, tudo está abafado mal dito só apenas esperando uma oportunidade e ter a coragem de tomar uma decisão de ligar ou escrever.Colocando pra fora o que está engasgado de fato.


    Grande Beijo!


    Lúcia Bilbau

    ResponderExcluir
  4. Que comovente esse texto na esperança de reatar ou cada um seguir seu rumo, enquanto tiver a incerteza do término a vida não segue adiante, parecendo que ficou um vácuo. Acho que saudade, aí não tem e sim muita mágoa e dor pela relação mal sucedida. Procurar culpados acho incerto falar cada um tem sua parcela e sabe bem o que isso.Parabéns pelo texto Renato, mais uma vez mostrando uma realidade nua e crua do nosso cotidiano. Adriana.

    ResponderExcluir
  5. Saudade é amor que ainda nutre pela pessoa, se foi certo ou errado viver e investir na relação, mesmo que não estando mais junto, isso cabe ao tempo dizer... Esperança de voltar e reviver isso de novo,mas de um modo dê certo dessa vez. Letícia.

    ResponderExcluir
  6. Difícil explanar sobre um tema tão pessoal e íntimo. Cada ser sente de sua forma e isso é intrínseco de cada um. Há pessoas que simplesmente não se importam com nada (se acabou, acabou. bola pra frente), há as que não conseguem esquecer e vivem sofrendo pelo amor perdido; tem também as que transformam o amor em raiva e, as que não desistem nunca... Eu, como o autor e muitos leitores deste, me identifico com a saudade. Porém posso me dar o deleite de senti-la com um doce sabor de que foi bom, foi muito bom enquanto durou. As pessoas se encontram, se relacionam e, infelizmente, algumas se separam. Talvez seja porque o AMOR, este lindo e delicado sentimento, tenha sido tão banalizado que as pessoas não sabem que não o sentem ainda. Mas, há as que conheceram o amor e dele sentem falta. Eu sou uma eterna esperançosa. Já vivi o amor em toda a sua essência e sei o quanto é bom. Por isso, não me preocupo em mudar ninguém, em querer encontrar a pessoa que se enquadre em um estereotipo, nada disso. O divino do amor estar em aceitar a pessoa e se apaixonar pelo que ela é, sem querer mudá-la, ou transformá-la no que não conhecemos. Quando agente ama alguém, agente ama por inteiro, inclusive os seus defeitos, porque todos temos. Aí esteja, talvez, o segredo da felicidade. Procurar alguém que você aceite, porque este alguém é único e jamais será como outros que passaram em sua vida. E esta diferença, esta unidade, tem o poder de transformar a sua vida em algo divino e maravilhoso, fazendo com que você viva o presente, sem se preocupar com o futuro e lembre do passado sem sentimentos menores.

    ResponderExcluir
  7. O AMOR MACHUCA, A SAUDADE DÓI,O SILENCIO MOSTRA A DISTANCIA...NEN TUDO NA VIDA SAI COMO A GENTE PLANEJA.E MUITO MENOS DURA PRA SEMPRE!

    ResponderExcluir
  8. Amor não dói é um sentimento, o que machuca são as pessoas que não sabem amar....

    ResponderExcluir
  9. Saudade é melhor do que caminhar vazio... sem referências alguma....

    ResponderExcluir
  10. Patricia Ramos Sodero13 de julho de 2013 21:57

    É,Sr.Autor...Se há saudade,há amor,há esperanças...Um relacionamento mal acabado,mal resolvido,onde ficam todas essas interrogações,justamente por não terem compreendido o verdadeiro sentido da vida a dois.Cobranças?Palavras ditas em momentos errados?Confiança?Não importa...Na verdade,para dar certo um caminho a dois,é necessário um pouco de cada "tempero" que conhecemos da vida.Nesse texto,o personagem coloca-se bem no lugar da "amada".Só pelo jeito que fala a última interrogação:"Vai me deixar viver para sempre sentindo a mesma dor que você?"Acredito que colocou tudo o que realmente gostaria que fosse analisado pelos dois,para que chegassem em um consenso.Quando existe a possibilidade de duas pessoas que se amam,voltarem a sentar e conversar,sinceramente,sem desconfianças,acho que é o melhor a fazer.Seja qual for o resultado, pelo menos a tentativa de esclarecimentos de um modo geral, foi feita.Grande texto esse,Renato!Toca a cada linha escrita, o coração daqueles que são mais sensíveis.Meus parabéns!Aguardo com ânsia,os próximos que virão!Beijos e até...

    ResponderExcluir
  11. Dizem q só a palavra "saudade", do nosso português, expressa o sentido exato deste sentimento!
    Saudade é isso msm... É sentir falta, é querer estar perto msm sabendo a distância, é ter a sensação da presença msm sabendo q é só lembrança, é uma angústia no coração, é ânsia de encontrar q chega a provocar desespero!...
    E qdo é de um romance q ficou p/ traz + deixou aquele gosto bom, aquela conversa inacabada, aquela impressão de q poderia ter sido diferente e q poderia ter dado certo..., o q resta é um gosto de ausência e um turbilhão de ptos de interrogação!...
    É essa msm sensação q a gente vai sentindo conforme vai lendo seu texto, Renato!!!
    Uma louca vontade de responder tds as questões e tbém de ouvir respostas; um desejo de conquistar uma nova chance sem deixar q as oportunidades passem despercebidas e sem q reste uma só gota de dúvida...
    Texto mto envolvente! Parabéns, Sr. Escritor! Adorei!!! BJSSS - Edneia

    ResponderExcluir
  12. Saudade é solidão acompanhada, é quando o amor ainda não foi embora, mas o amado já....

    ResponderExcluir
  13. Saudades... Uma palavra que nos remete a dor, mas também a uma situação, um lugar que foi muito importante em algum momento de nossas vidas, se não, não teria deixado marcas e motivos para sentir saudades.
    E quantas vezes essa saudade só aumenta, por causa de uma palavra não dita, uma atitude que deixamos de tomar e o tempo afasta mais e mais as pessoas dos seus objetivos. Por isso devemos repensar nossos atos e saber reconhecer o valor daquilo que vc viveu e tentar retoma-los e não ter vergonha de se expor, dizer o que sente deixar o outro saber o que realmente acontece com vc, até mesmo para que a pessoa entenda suas atitudes e se realmente houver um sentimento (seja ele qual for), os dois irão passar por cima dos desentendimentos, das palavras mal interpretadas e até mesmo do que deveria ter sido dito e não foi, e se darem uma chance de construir algo novo e bom para os dois.
    Lindo texto Renato e mais uma vez vem ao encontro de tudo aquilo que vivemos nos nosso dia a dia. Bjos no coração.

    ResponderExcluir
  14. Quantos relacionamentos terminam pelo simples fato da falta de diálogo! E depois tem muito do que se arrepender, poderia ser diferente... Temos que pensar antes de agir, se acalmar pra não fazer besteira e jogar fora a felicidade. Quem ama tem que ter paciência e confiança, saber o momento certo, quando o outro está nunca situação complicada,pra não causar transtorno e não afetar no relacionamento.

    ResponderExcluir
  15. Lindo o texto parabéns, pelas palavras aqui ditas, me emocionei muito. Dizendo a real mesmo a perda de um relacionamento, que ficou lembranças e de como poderia ter sido diferente, é meu caro Autor, porque será que damos valor quando se perde...

    ResponderExcluir
  16. Saudades um sentimento infinito gerado por várias ocasiões importantes na vida da pessoa, o que restou foi apenas isso lembranças do passado que não voltará mais... Viver é isso, lindo texto me apaixonei! Raquel.

    ResponderExcluir
  17. Saudade. Essa tem sido a palavra que domina meu idioma ultimamente. Me arranca a vida, me devolve pobre, esquálida, sem graça. Como eu queria estar perto, pousar meu cansaço e misturar com o seu. E te ver, mesmo que seja de longe, me causa um vazio inexplicável. Abominável......... Sem mais amei e continuarei te amando mesmo que na distância!!!!


    Sarah

    ResponderExcluir