quarta-feira, 12 de junho de 2013

Manhã De Junho



Volte e fique um tempo comigo outra vez.

Volte, e me deixe olhar fundo nos seus olhos.

Já faz tanto tempo, e eu mal a reconheço assim

Nessa pose distante, nas memórias feitas no horizonte.



Fique comigo por todo o tempo que vier

Eu quero tanto conversar

Viajar junto pelo mundo – como era antes.

E nos encantar com o prazer de cada curva.



No sol da manhã de junho ofuscando os olhos,

Cortando a pele, ardendo o rosto.

O vento vindo da janela, cabelos soltos,

Sensação de liberdade, de vida longa.



Venha e novamente na manhã de um junho qualquer

Nós nos amaremos até o dia virar noite

Ou a noite virar dia

Numa única e exclusiva dança romântica.



Na manhã de um junho qualquer

Nós nos entregaremos como loucos que sabem o que são,

Andando numa praia, talvez do Guarujá ou São Vicente.

Ou quem sabe numa rodovia rumo ao desconhecido.



Numa data de um junho qualquer

Nós nos lembraremos de cada detalhe,

Do toque, do cheiro e da neblina

Coisas que ainda fazem a gente se sentir desse jeito.



Na subida da serra, na cachoeira e no barulho das árvores.

O sul de Minas e a placa que limita os estados – linha imaginária.

Uma parada para olhar os pássaros – olhar curioso.

Caminho livre, estrada de terra e poeira. – bichos soltos na porteira.



Num doze de junho, pela manhã,

Acordaremos com um beijo, prontos para o café na mesa - improvisada.

Segurando a mão, trocando olhares,

Tocando a pele levemente com o prazer do aconchego.



E com a chegada da noite estrearemos o kit fondue

Queijo, pão e vinho fino em taças virgens.

A luz não será de velas, mas a cena romântica.

Com o calor dos corpos em chamas, o desejo do quero mais.



E se depois de tudo você me desculpar,
Lembraremos juntinhos como nos demos bem assim.

O quanto o amor nos fez crescer, nos fez bem.

O quanto aprendemos com o que passou.



Seria tão bom ter você aqui outra vez,

Na manhã de um junho qualquer.

Beijar carinhosamente esses lábios em silêncio.

Como fazem namorados no dia doze.



Se você me desculpasse por eu ser assim,

Ninguém poderia nos condenar

E o amor finalmente renasceria,

Na manhã de um junho qualquer.



Eu juro que eu seria a manhã e você a noite,

Quando acordasse você estaria ao meu lado,

E a tomaria em meus braços

Porque nunca tive ninguém me esperando.



Confesso que preferi ficar solitário,

Mesmo precisando de alguém,

Mas era você quem eu queria,

Ainda que me sentisse injustiçado.



Só o seu toque que me aquece e acalma.

Pois eu sou o sol e você a lua,

Eu sou a letra e você a melodia

Então me acaricie na manhã de um junho qualquer.



Um replay do brinde tocando as taças,

Pelas falsas rimas que faltam aqui e animam esse dia.

Porque tudo brota de mim e eu escrevo assim.

E me envolvo e você me envolve quase sem querer.



Na manhã de um junho qualquer.

Volte e fique um tempo comigo.

Volte, e me deixe olhar fundo nos seus olhos.

Já faz tanto tempo, e eu mal a reconheço assim.


Inspirada em duas músicas de Neil Diamond: September Morn & Play Me

17 comentários:

  1. Que tema "Manhã De Junho"! Ainda mais hoje dia dos namorados, uma ótima escolha Renato! Lindo demais, mesmo sendo inspirado por esse cantor, que até então desconhecia, srsrsr. Fala de tantos casais que mesmo distantes, separados não esqueceram daqueles que marcaram de fato suas vidas, momentos inesquecíveis fechando os olhos é como se estivéssemos lá, sentindo tudo de novo.....
    Ahhh... dá um sabor amargo na boca, enche os olhos de lágrimas, da saudade daqueles momentos bons e que não voltam mais.... O engraçado, que depois de anos, mesmo se envolvendo com outra pessoa, nunca será da mesma forma como antes....
    Adorei seu texto, muito emocionante!!! Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Nossa Renato pra falar a verdade, eu n gosto dos dias dos namrados.Mas confesso que seu texto é muito bonito e emocionante. Parece aqle amor q a gte tem na adolescencia, tempos q n tem maldade ou a gte n tem maldade. td é belo.Então vc sente saudade daqla pessoa especial, e esse tipo de amor a gte nunca esqce fica na memoria pra sempre.

    ResponderExcluir
  3. Sem palavras...não tenho como definir o q meu coração sentiu ao ler esse texto,tão sensível,tão direto,tão cheio de emoções.
    Simplesmente lindo!!! Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  4. Lindo,as vezes sem rima, simples mas tocou na minha alma.Mesmo não sendo muito romântica não tem como passar alheia a esta data tão especial, talvez por que esteja sozinha há muito tempo, mas lendo-a me deu vontade de acordar ao lado de alguém especial numa manhã de junho e trocar um beijo, cheio de carinho, ternura , cumplicidade.Parabéns Re, mas uma vez nos mostrou o amor de um jeito tão singelo e prazeroso. Bjos.

    Soninha.

    ResponderExcluir
  5. Me tirou o fôlego seu autor esse texto, mesmo longe um do outro, esse amor não morreu, virou pura saudade e nostalgia! Só quem já viveu isso sabe o que estou querendo dizer.... Uma cumplicidade até lealdade sentir tudo isso é maravilhoso, pura magia! Parabéns! Adriana.

    ResponderExcluir
  6. Que história mais romântica, bem no dia especial. Mesmo os que passaram sozinhos é um alento ler essa narração, serve como consolo aos que pensam que amor não existe! A vida tem dessas, valorizar quando se perde e fica assim só na saudade eterna...... Os motivos de uma separação, pode ser por motivos sem fundamentos, refletir e quem sabe voltar atrás e dar continuidade a esse amor! Ana Paula.

    ResponderExcluir
  7. É por isso, que muito se fixam numa canção, pois diz tudo o que está sentindo, é fato que perder um grande amor não seja fácil, mas se restou a saudade, significa que valeu a pena.... Wal.

    ResponderExcluir
  8. Patricia Ramos Sodero13 de junho de 2013 22:01

    É,Sr.Autor.Mais um texto com a nítida sensação de que um amor antigo,ainda perturba a mente desse nosso personagem.Lembranças,sonhos que não se realizaram,pelo tempo pedido...mas que ainda há esperanças.Existe a imensa vontade desse homem querer se reencontrar com sua "musa".Mesmo que seja o último momento.Mas pode ser a chance final também.Em um simples olhar,uma simples conversa,as coisas mudam...e se tornam mais fortes,pelo tempo que passou,que foi refletido e pensado com carinho.Se há saudades,é porque não passou...foi marcante,valeu a pena.Então,nesse lindo Mês de Junho,onde é propício para os casais ficarem mais juntinhos,mais românticos,deixemos as fantasias tomarem conta da nossa imaginação...e quem sabe,viver e recomeçar,ainda melhor do que foi.
    Belo texto,Renato!Dizer o quê?Que quando se trata desses assuntos,você consegue mesmo mexer com a emoção de cada uma de nós!
    Parabéns e obrigada por esse texto lindo!Continue a nos prestigiar com tudo isso! Bjs e até o próximo...

    ResponderExcluir
  9. Eita solidão doída é essa hein seu autor!! Logo no dia onde as pessoas enamoradas estão comemorando! Desculpe em escrever assim, mas só pode ser amor não correspondido, vai entender isso. Quando juntos, não era o bastante, teve que perder e ver que realmente amava, tarde demais pra isso. Pode ser chocante o que vou escrever, só valorizam quando não tem mais, vivendo e aprendendo. Rose.

    ResponderExcluir
  10. Que romantismo com toda simplicidade nas palavras, se tornou ao mesmo tempo sofisticado, seu autor!!! Bem direto indo ao ponto sem enrolação, adorei isso. Ainda mais esse mês! Abraços. Letícia.

    ResponderExcluir
  11. "Olhos nos olhos", não existe mais isso, uma pena ter acabado o romantismo, nos dias de hoje! A coisa está tão banalizada se falar em "amor", zombam da sua cara, mas mesmo com toda essa descrença do ser humano, não ´podemos nos contagiarmos. Mesmo que no Dia dos Namorados, tenham alguns casais que são sinceros realmente, não aqueles que ficam postando em redes sociais pra todos lerem parecem um modo de desculpar pelas atitudes e comportamentos nada adequados perante aos parceiros.
    Mas, aqueles que no silêncio e demonstram nas atitudes que provam mais que qualquer palavras.... ah esses sim tiro meu chapéu demonstração de caráter e personalidade! É magnífico ver esse tipo de gesto, são pessoas que mesmo não mais compartilhando da companhia, respeitam e tem carinho pela companheira....

    ResponderExcluir
  12. Como seria bom poder voltar ao tempo e reviver aqueles momentos que marcaram nossa vida!!! Lembranças que jamais saem do pensamento, consumindo cada detalhe.... Fascinante esse texto seu autor, parabéns!!! Ana Lú

    ResponderExcluir
  13. Que grata surpresa aqui, falando um pouco sobre romantismo, mesmo não estando juntos ficou o que é de melhor saudade!! O que leva acreditar que foi bom enquanto durou, viagens, cada local que passaram juntos marcou e valeu a pena. E se pudesse faria tudo de novo, genial isso.

    ResponderExcluir
  14. Lindo e emocionante seu texto, Sr. Autor!!!
    Se "Ela" tivesse a oportunidade de ler isto, com certeza voltaria!...
    Mais uma vez, vc revela gde sensibilidade em palavras simples, mas dispostas em tal harmonia que lhes dá extrema profundidade, capaz de levar as leitoras numa viagem de sonhos e lembranças, infinita!...
    Texto mto propício ao mês dos namorados! P/ quem está enamorado, sugere bons momentos a dois. P/ quem está só, seja por escolha ou força do destino, é sempre bom recordar momentos especiais ou sonhar q um dia possa "se sentir desse jeito"...
    Se eu fosse a protagonista oculta dessas palavras, voltaria correndo, nem q fosse apenas por uma manhã, num dia qlqr de Junho!...
    Parabéns! Adorei! BJSS - Edneia

    ResponderExcluir
  15. Que saudade boa é essa vale a pena recordar, momentos bons que ficaram, em cada um de nós. A vida é um mistério, só tempo pra desvendar esses enigmas, que passamos. Um mundo particular do nosso pensamento, que floresce em datas especiais vividas com intensidade que até nos assustamos. Pode ser um tema de música que marcou o primeiro encontro, o beijo....

    ResponderExcluir
  16. Poderia ser qualquer manhã desde que tivesse uma nova oportunidade, sentir de novo com mais força que antes. Mesmo que sejam trechos tiradas dessas letras simbolizam uma linda e emocionante história de amor, dirigida uma mulher muito especial. Todos tem músicas que marcam histórias nem precisa falar nada, basta colocar e ouvir, sentir e reviver.... Lindo demais aqui Renato, estou cada vez mais apaixonada pelo seu blog... Sorte e felicidades!


    Juliana

    ResponderExcluir
  17. Não sei se ela voltou. Sei que eu voltei. Não na manhã de junho, mas numa noite de outubro. Voltei hoje pela necessidade de não estar só. Também por saber que encontraria aqui palavras lindas que entrariam no meu ser e mudaria um pouco da minha cor cinza. Me sinto um pouco mais colorida. Texto chamativo, apelativo por uma louca saudade de alguns momentos que se foram. Gostei, vc sempre consegue deixar as pessoas pensativas, sorridentes ou talvez com lágrimas nos olhos. Eu chorei...só sei disso. Bjks no coração e saudades de suas escritas.

    ResponderExcluir