quarta-feira, 17 de agosto de 2011

WARREN HAYNES

Este cara nasceu dia 6 de abril de 1960, começou tocar guitarra desde cedo. Aos vinte anos de idade já excursionava profissionalmente pelos Estados Unidos e Europa, acompanhando David Allan Coe (Músico de country, muito controverso e acusado de compor canções racistas).
Warren Haynes tocou por vários anos na banda de Coe. Um belo dia Coe apresentou Haynes a Dickey Betts, membro fundador do THE ALLMAN BROTHERS BAND.
O tempo passou e alguns anos depois Betts estava com projeto solo, isto já era o ano de 1987, faltava um guitarrista na banda e Dickey lembrou-se que seu amigo Coe lhe havia apresentando Haynes, Betts tinha ouvido e gostou do estilo de tocar do rapaz. Então o convidou para participar do álbum “Pattern disruptive” que seria lançado em 1988.
Em 1989 Gregg Allman resolve voltar com THE ALLMAN BROTHERS BAND, pede a Dickey Betts que providencie um novo guitarrista e então sem pestanejar Dickey indica Haynes.
Em 1990 lançam o album “Seven Turns” e 1991 “Shades of the two worlds”. A partir de então o mundo conheceria o potencial de Warren Haynes e seus solos maravilhosos. No inicio a parceria Haynes / Betts era mágica. Longos solos e duelos de guitarra em cada música algo surpreende surgia nos solos e nos improvisos de ambos. Os ingressos para os shows passaram a ser extremamente disputados pelos fãs, esgotavam-se com meses de antecedência.
No ano de 1993, Warren lança seu único projeto solo de estúdio chamado: “Tales of Ordinary Madness”
Em 1994 forma então o Gov´t Mule, juntamente com o baixista do ABB, Allen Woody e o baterista da banda de Dickey Betts, chamado Matt Abts. Segue pelos anos seguintes se dividindo entre os shows do ABB, gravações de estúdio e shows do Gov´t Mule.
Então em 1997 Haynes decide deixar o ABB e se focar apenas no Gov´t Mule, leva seu parceiro Allen Woody. Infelizmente em agosto de 2000 Woody morre de ataque cardíaco causado pelo uso de cocaína. Haynes decide prosseguir com a turnê do Gov´t Mule e convida então alguns baixistas que Woody gostava para fazer uma homenagem justa ao seu amigo de tantos anos de estrada. Este show antológico encontra-se documentado no DVD oficial chamado: “The deepest end – Live in Concert”.
No ano de 2001 Haynes retorna ao ABB no lugar de Dickey Betts que havia brigado com Gregg Allman. Agora a dupla de guitarristas do ABB era Warren Haynes e Derek Trucks (Considerado músico prodígio). Gravam o álbum de estúdio “Hittin´ the Note” lançado em 2003 e em seguida saem em turnê para promover o novo trabalho. Desta turnê surge o DVD duplo, “Live at the Beacon”, Onde as performances de Haynes e Trucks fazem esquecer qualquer tipo de comparação com a formação anterior da banda. Eles estão magníficos, parece que nasceram para tocar juntos, união perfeita. Nos anos seguintes Warren se divide entre seus projetos de parceria e os shows com ABB. No Youtube tem vários registros de shows de 2010.Warren Haynes foi eleito em 23º pela revista Rolling Stones, entre os 100 maiores guitarristas de todos os tempos. Claro que não devemos levar muito à sério este tipo de eleição, já que Derek Trucks figura em 81 na listagem e Johnny Winter no número 74. O importante mesmo é ouvirmos Warren, seja no ABB, Gov´t Mule, e outras aparições e admirarmos sua sensibilidade e forma de tocar única. Ele me faz cada vez mais gostar de apreciar um belo blues tocado com slide ou não e acompanhado de uma voz rouca e uma generosa dose de talento e respeito às raízes. Mostra que este estilo se funde e se revigora nas mãos de quem sabe como fazer com competência e inspiração.

Um comentário:

  1. Nossa!!!!Vejo que você gosta de um estilo de música intelectual,poucos tem esse tipo de apreciação,pois sou sincera blues é pra quem gosta e entende,srsr.Renato parabéns como descreve o início da carreira e detalhes dos seus ídolos.Bjs Andréa Cardoso.Obs. Estou tendo aulas de culturas musicais,fico grata por isso.

    ResponderExcluir